4 dicas para escolher seu aparelho de barbear

4 dicas para escolher seu aparelho de barbear

O homem pré histórico começou a se barbear há 100.000 anos. Ele arrancava os seus pêlos faciais usando uma pinça que era feita de conchas ou pedras. Com o passar dos anos, novos aparelhos de barbear foram nascendo e melhorando o acabamento e a segurança na hora do barbear. Separamos quatro dicas para escolher o aparelho de barbear ideal para a sua pele:

Barbeador clássico

O primeiro aparelho de barbear foi inventado no final do século XVIII por um francês chamado Jean-Jacques Perret. Mais tarde, com a Primeira Guerra Mundial, a marca Gillette ofereceu para os soldados o aparelho de barbear clássico que conhecemos hoje. Foi depois disso que o ato de barbear tornou-se parte do dia a dia de muitos homens. O barbeador clássico é feito de aço de carbono, é mais pesado que o barbeador com carga substituível, e precisa de bastante cuidado no manuseio para evitar cortes e arranhões. O correto é inclinar a lâmina para cortar os pelos. Não é necessário aplicar força na hora de barbear. É recomendado usar um gel de barbear antes para garantir um barbear seguro e sem cortes. Ativos como Raspas de Juá atuam como cicatrizantes e ativos hidratantes como o Pantenol promovem uma hidratação profunda e deixam a pele mais macia. O barbeador clássico tem a vantagem de ser reutilizável, produzindo menos lixo no meio ambiente.

Navalha

A navalha também surgiu há muito tempo, entre o século XVIII –  XIX, ela é feita de lâmina de aço na ponta e é presa por um cabo que pode ser encontrado em diversos materiais, formando um ângulo de 180 graus quando está aberta. A navalha é um objeto super afiado, então é necessário redobrar a atenção na hora de barbear. É importante lembrar que é necessário ter uma certa habilidade durante todo o processo por retirar o pelos mais rentes e manter o contorno da barba sem machucar a pele.

Barbeador elétrico

Em 1918, o americano Jacob Schick resolveu criar um barbeador com lâminas acionadas por um motor elétrico para cortar os pêlos sem precisar de espuma ou água. Atualmente, existem muitos modelos que também possuem novas cargas de lâminas para cada área específica do rosto. Por não usar nenhum tipo de produto na hora de barbear, a pele acaba ficando mais irritada do que o normal, suscetível à sensibilização da pele e ao surgimento de espinhas. Por isso, esfolie o rosto no máximo duas vezes por semana e procure produtos que ajudam acalmar a pele, como o óleo de melaleuca e gluconolactona, que também auxiliam no controle de oleosidade.

Barbeador com carga substituível

O barbeador com carga substituível é o mais famoso e ganhou popularidade pela troca da carga. O barbeador clássico tem seus contras já que possui apenas uma lâmina e ela pode enferrujar ou perder afiação. Com a carga substituível, há a opção de adicionar mais lâminas, o que facilita o deslizamento da lâmina para não irritar a pele. 

É importante hidratar a pele depois do barbear para mantê-la nutrida, firme e saudável 🙂 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente