Dermatite Atópica: causas, sintomas e tratamento

Dermatite Atópica: causas, sintomas e tratamento

Você sabe o que é a dermatite atópica? Consiste em uma doença não-contagiosa e crônica na pele, muito comum em crianças e bebês, mas que pode afetar os adultos. Geralmente, a pele afetada por essa condição é bastante seca e não tem a barreira protetora, o que deixa a região livre para inflamações. 

A origem dessa inflamação na pele é mais comum nas bochechas, orelhas, pescoço, mãos, pés, dobras dos braços e joelhos. E a condição é classificada como leve, moderada ou grave, dependendo da intensidade dos sintomas e das lesões provocadas. Neste conteúdo, você entenderá mais sobre a dermatite atópica e saiba como tratar esse problema, a seguir!

Dermatite Aópica

Saiba as causas da dermatite atópica

Segundo a pesquisa Instituto Ipsos, cerca de 60% dos quadros de dermatite atópica começam nos primeiros meses de vida e de 2% a 10% dos acontecem em adultos com idade entre 20 e 40 anos.

A causa exata da dermatite atópica ainda não é exata, mas, segundo a SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), especialistas acreditam que a combinação da pele seca com um sistema imunológico debilitado estão entre as causas mais viáveis. Além disso, pode estar associado a fatores, como:

  • Transpiração em excesso;
  • Pele ressecada;
  • Banhos muito quentes;
  • Água do mar ou piscina;
  • Clima muito quente ou muito fro;
  • Exposição à pólen, mofo e ácaros;
  • Causas genéticas;
  • Contato com produtos ou objetos irritantes para a pele, como cosméticos, alguns tipos de tecidos, corantes, produtos de limpeza, alimentos, etc.;
  • Estresse e ansiedade. 

Entenda os sintomas da dermatite atópica

Os principais sinais da dermatite atópica são a pele extremamente seca com lesões  escoriadas. Contudo, pode levar a outros sintomas, como:

  • Vermelhidão ou inflamação da pele;
  • Inchaço localizado;
  • Surgimento de caroços ou bolhas;
  • Descamação, o que provoca fissuras e crostas;
  • Feridas com pus ou água (o que indica infecção secundária);
  • Alterações na cor da pele;
  • Coceira.

O diagnóstico da dermatite atópica deve ser realizado por um dermatologista ou alergologista ao analisar os sintomas e histórico de saúde do paciente. Em determinados casos, quando não há possibilidade de identificar por meio do relato da pessoa, o profissional poderá solicitar um teste de alergia para verificar a causa. 

Descubra como funciona o tratamento

A maioria das causas da dermatite atópica podem ser tratadas com medicamentos tópicos receitados pelo médico, ou seja, cremes ou pomadas que são aplicadas diretamente sobre a região afetada. No caso da coceira, os anti-histamínicos tomados via oral reduz esse desconforto e evita que o problema se agrave. 

Também é importante aderir a alguns hábitos na rotina para prevenir a doença, diminuir a inflamação e tratá-la, como

  • Manter a hidratação constante da pele (é importante evitar os produtos perfumados e com corantes);
  • Evitar banhos com altas temperaturas (o que pode aumentar o ressecamento da pele);
  • Cuidar da dieta e evitar alimentos que possam causar alergias (como amendoim, leite, peixes e frutos do mar).

Lembre-se de manter disciplina para evitar que a doença se desenvolva e tenha paciência durante o tratamento. Com os cuidados contínuos é possível reduzir significativamente os danos causados pela dermatite atópica. 

Este conteúdo foi interessante? Veja também: Rosácea: o que é, tipos, causas, sintomas e tratamento


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente