O que são Queloides?

O que são Queloides?

Queloides são marcas na pele bastante confundida com bolhas. No entanto, ela é uma cicatriz volumosa e avermelhada ou escura que surge em parte do corpo que sofreu traumas, como, queimaduras, cirurgias, cortes profundos, piercings recém colocados, tatuagens, etc.

As pessoas afetadas sofrem um processo de cicatrização anormal causada pela produção de colágeno em excesso na região do trauma. Para saber mais sobre as queloides, nós separamos as principais informações no post a seguir. Confira!

O que são queloides?

As quelóides são cicatrizes protuberantes que se desenvolvem no local de um trauma, cirurgia, queimadura, corte, entre outros. O problema, apesar de causar desconfortos estéticos, não apresenta riscos à saúde e pode afetar qualquer pessoa, sendo mais comum em mulheres, pessoas negras e asiáticas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a frequência em desenvolver queloide é 15 vezes maior em pessoas com a pele mais pigmentada. Além disso, as idades entre 10 e 30 anos têm maior tendência a sofrer com esse tipo de cicatriz na pele. E as queloides podem surgir de 5% a 15% em feridas cirúrgicas.

As quelóides também podem ocorrer em feridas de catapora, após a doença ter sido curada. Caso o indivíduo tenha tendência genética, então, qualquer trauma ou lesão que provoque cicatrizes pode resultar na formação de queloides. Raros são os casos de “queloides espontaneas”, as quais surgem sem feridas na pele. 

Quais os sintomas?

Os sinais provocados pela queloide são identificados por meio de características, como: protuberâncias avermelhadas, rosadas ou escuras, endurecidas e a superfície lisa. As regiões mais comuns para o surgimento das queloides são o tórax, ombros, orelhas e rosto. E o principal sintoma é a coceira sobre a cicatriz ou ao redor da área.

Lembre-se que apenas um clínico geral ou dermatologista podem fazer um diagnóstico seguro da doença. Na maioria dos casos, o médico consegue avaliar a lesão apenas pela observação da área afetada. No entanto, é possível que o profissional não consiga identificar a queloide da cicatriz hipertrófica, sendo necessário realizar exames laboratoriais. 

Como prevenir um queloide?

Pessoas com predisposição genética para a queloide devem evitar traumas e lesões que possam gerar cicatrizes na pele. Por exemplo, não colocar piercings ou fazer tatuagens, principalmente em áreas muito visíveis no corpo, como rosto, pernas e braços, já que o processo de cicatrização pode sofrer alterações. 

Além disso, as cirurgias eletivas ou para fins estéticos devem ser feitas com muito cuidado e o pós-operatório deve ser seguido criteriosamente para que o resultado seja como o desejado.  

Quais os tratamentos?

Atualmente, existem diversos tratamentos para queloides que dependem de cada paciente. Dessa forma, os mais utilizados para combater esse tipo de cicatriz são: 

  • Pomadas: para ajudar a disfarçar a cicatriz;
  • Injeção de corticoides: para diminuir a inflamação na região afetada;
  • Massagens: geralmente, associados a hidratantes ou cremes com corticoides;
  • Curativos de silicone: para diminuir o inchaço e a vermelhidão da queloide;
  • Cirurgia: último recurso para melhorar a cicatriz, mas há o risco de piora do caso. 

Quer saber mais informações sobre doenças na pele e como tratá-las? Então, veja também: Dermatite Atópica: causas, sintomas e tratamento e acompanhe o blog da Glow Vibes!


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente