Qual o melhor tratamento para a acne?

Qual o melhor tratamento para a acne?

Você tem ou já teve acne? Segundo uma pesquisa realizada pela SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), esse é o principal motivo para pacientes irem a consultas com especialistas em doenças da pele. Isso porque a acne é um problema muito comum em adolescentes e adultos. 

Sendo assim, para garantir a saúde e higiene da pele, assim como, evitar que a acne se desenvolva para graus mais graves, é importante conhecer os melhores tratamentos para esse problema. Pensando nisso, preparamos este conteúdo com as principais informações que você precisa saber sobre o assunto. Confira!

Tratamento para acne

O que é acne?

A acne é uma lesão na pele provocada pela inflamação das glândulas sebáceas (produtoras de oleosidade) ou folículos pilosos (estruturas internas onde nascem os pelos). O cravo e as espinhas são os dois principais problemas que a acne pode desenvolver, causando sintomas como irritação, dor, vermelhidão e manchas. 

Existem diferentes tipos de acne, sendo que a causa mais comum são aquelas que surgem na adolescência. Os níveis altos de hormônios são a principal característica dessa fase, o que estimula a produção de óleo e sebo no corpo, principalmente o rosto. Quando a oleosidade se mistura com as células mortas causa a obstrução dos poros, ocasionando as acnes. 

Contudo, diversos outros fatores podem influenciar o desenvolvimento desse problema, como:

  • má alimentação;
  • estresse;
  • tabagismo;
  • uso de determinados produtos na pele;
  • hereditariedade. 

Qual o melhor tratamento para os diferentes graus de acne?

A boa notícia é que há tratamentos eficazes para os diferentes graus de acnes. De modo geral, a limpeza profunda com sabonetes para o rosto 2 vezes ao dia é a principal forma de evitar que os poros sejam obstruídos. Porém, alguns tipos de pele são mais resistentes e precisam de mais cuidados para impedir que a acne evolua para graus mais graves.

Grau 1

A acne de grau 1 tem como principal característica a falta de inflamação, ou seja, são formados pequenos cravos no rosto, muitas vezes, relacionados a alterações hormonais que obstruem os folículos pilosos. O tratamento com a higienização e hidratação correta pode ser o suficiente para impedir a obstrução e o surgimento desses cravos. 

Grau 2

Acne de grau 2 consiste no surgimento de espinhas, que são elevações avermelhadas na pele com pus. Esse problema está relacionado à inflamação das glândulas sebáceas provocada por células mortas na região. É muito importante evitar espremer a espinha e o tratamento a longo prazo mais eficaz é manter a rotina de skincare em dia, com direito a higienização, hidratação, tonificação e esfoliação. Além disso, consultar um dermatologista pode ajudar a reduzir esse grau de acne com mais rapidez.

Grau 3

A acne de grau 3 é caracterizada pela espinha interna, que é a inflamação dos nódulos mais profundos da pele. Esse problema causa dores, inchaço e vermelhidão na área afetada. O tratamento requer mais cuidado nas etapas de skincare para evitar o surgimento de novas espinhas internas e, caso o problema permaneça por mais de 1 semana, um dermatologista poderá fazer uma avaliação para o uso de antibióticos ou substâncias para diminuir a produção de sebo.

Lembre-se que o melhor tratamento para a acne é evitar espremer espinhas e cravos, o que previne que surjam mais lesões ao redor. Além disso, manter a rotina de cuidados com a pele ajuda a mantê-la saudável e bonita. Por isso, invista em produtos de qualidade para o tratamento adequado da sua pele. 

Gostou deste conteúdo? Então, saiba como escolher o melhor produto para o seu tipo de pele.


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente